1 comentário

Conto 1 – July- 48 horas com a Rainha Nefertiti – Parte 1

Sexy pinup style french maid

Sempre me excitei com BDSM, dominação , humilhação verbal… etc, no entanto todo este sentimento tenho guardado em meu coração, em meus desejos mais secretos. Nem mesmo meu maridão a quem eu amo tanto, consegui revelar isso.

Foi pesquisando na internet, nos momentos em que eu me encontrava sozinha em casa, que encontrei um site que muito me interessou. O da Rainha Nefertiti Isthar. Passei a navegar por ele e fui me envolvendo com toda a magia e mistérios que estão contidos naquela página, fui me identificando , me envolvendo e me excitando.Quase sempre que podia, visitava e acabava tendo orgasmos muito intensos, em masturbações constantes. Sou uma mulher que adoro me masturbar, rsrsr.

Certa vez resolvi , enviar um email para a Rainha, mesmo morando distante, mas meu envolvimento era tamanho com o seu trabalho, que já me sentia uma Protegida, Serva, ou seja lá o que fosse…. Só sei que aquele site me completava e me levava a loucura do prazer.

Tive coragem e resolvi escrever , alguns comentários nas suas postagens e depois resolvi enviar um email. Demorou um tempo e quando menos esperava, chegou uma resposta da Rainha. Tive medo, rsrsr, meu coração acelerou rsrsr, foi a emoção.

Mas percebi a docilidade e educação daquela mulher firme e de personalidade forte e determinada. Troquei alguns emails, depois tive coragem e enviei uma foto minha. Ela adorou e mais tarde, resolvi revelar um lado obscuro de minha vida, o qual nunca tinha revelado para ninguém, nem mesmo para o meu querido marido , a quem tanto amo.

Para minha satisfação, recebi um email da Rainha , revelando que minha história tinha causado excitação e desejos em me ter como empregadinha, vestida com uma roupinha curta e safada, para servi-la e ser humilhada, usada e abusada por ela. Confesso que aumentou ainda mais o meu tesão, meu desejos mais secretos rsrsrsrsrsr.

Como estamos distantes e sei que ainda não teria condições de me submeter a este acontecimento, pois tenho um marido super ciumento, possessivo e jamais aceitaria um fato desse, resolvi criar este conto/ fantasia onde expressarei todo o desejo de ser domada por esta mulher autoritária e fascinante.

Vamos ao fato

Meu marido estava de viagem marcada para uma região distante, onde passaria um mês ausente. Daí pensei em programar uma visita aquela Rainha que eu tanto apreciava e sentia curiosidade em seu trabalho. Levei o meu querido marido no aeroporto e de volta para casa, comecei a pensar se valeria a pena ou não marcar um encontro com a Rainha Nefertiti.

Meu coração batia forte, e eu fiquei logo excitada, confusa e indecisa. Passou uma semana sem o maridão, meu tesão aumentava, então resolvi marcar um encontro. Enviei um email, logo fui respondida, trocamos alguns e-mails durante a semana e já sentia o encanto da Rainha, me atraindo como se suas palavras encorajadoras me hipnotizasse.

Dúvidas e medo me assolavam. Sou uma garota, meiga, tímida, apesar de ter um corpão, que chama atenção onde chego. Cabelos loiros, pele bronzeada, seios médios, sem barriga, bumbum carnudo e bem delineado, coxas e tornozelos grossos. Sou muito paquerada por homens e mulheres, nos lugares que eu chego. Tomei coragem e resolvi visitar a Rainha.

Marquei a visita para o sábado pela manhã às 09 h. Cheguei em sua casa toquei a campainha e logo ela apareceu, vestida com uma calça preta e blusa presta, de botas, bastante imponente e linda. Me deu dois beijinhos, me recepcionou com educação e me pediu para entrar. Me levou para a sala de visitas e já foi mudando o tom para mim. Não me mandou sentar , e deu uma volta ao redor de mim, analisando todo o meu corpo. Eu estava de vestido de malha, acima um pouco do joelho e com uma sandália vermelha de salto alto. Ela falou:

Você marcou de 09h. chegou às 09:20h. Não gosto que me façam esperar !

Me justifiquei: é que eu estava falando com o meu marido , por isso atrasei…

A rainha disse: e o que eu tenho haver com isso, dane-se o seu marido…

Você tem é que me obedecer e não a ele.

Confesso que tremi de medo, tensão e tesão rsrsrsrsr

Ela falou: passe para dentro, pegou-me pelo braço com forças e me conduziu para uma quarto pequeno, com paredes pretas, contendo um armário e uma cadeira.

Ela ordenou: Tira a roupa , sua vagabunda safada ! mentirosa ! fazendo a rainha esperar …. não gosto de quem faz isso comigo. Vamos tira a roupa !

Fui abrindo o vestido e deixei ele cair pelo meu corpo , revelando-me totalmente para ela. Eu, ali , nua de pé, só de calcinhas e sutiens, de sandália de salto alto, estava me sentindo humilhada, puta, traidora do meu marido. Que sensação maluca.

Ela estava por trás de mim. Se aproximou do meu ouvido e falou:

Sou putinha safada, aqui nesta casa quem manda sou eu , sou sua dona , está ouvindo …

Você é a minha serva e seu marido não tem poderes sobre você

Portanto você vai ter que me obedecer, fazer o que eu quero, senão vai apanhar e ser castigada.

Você não brinque comigo , pois você não imagina como a sua Rainha é má. E deu uma risada , sarcástica.

Foi até o armário, pegou uma lingerie ,vermelha, que combinava com a minha sandália, pegou uma calcinha que mal tapava minha vagina e ordenou que eu vestisse. Disse: vai putinha ! veste e senta com as mãos para trás. Sentei no cadeira e ela algemou minhas mãos e acorrentou meus pés na cadeira.

Eu estava com medo e tesão. Ela saiu do quarto e me deixou ali por meia hora, imobilizada, presa. Pensei em gritar, chorar, mas sabia que de nada adiantaria. De repente ela entrou no quarto e falava ao celular com alguém e dizia a pessoa que tinha adquirido uma escrava, linda, safada e bem puta. Que iria ficar ocupada pois iria fazer uma vistoria na aquisição e que ficaria uma hora sem comunicação.

Desligou o celular veio em minha direção com um espanador de plumas e começou a passar no meu corpo. Começava a me xingar, empregadinha safada, você vai ver como se trata uma putinha, que deixa o marido para vir servir a Rainha má.

Eu estava , tensa , tesuda, assustada, começava a me contorcer de cócegas e me arrepiar todinha. Ela percebeu e repentinamente parou. Abriu as algemas e a corrente de meus pés. Ordenou levanta ! pegou uma coleira vermelha com o nome JULY ISHTAR, colocou em mim , depois falou fica de quatro cadela. Obedeci e me transformei numa cadela , ali de lado de minha dona.

A rainha me vendou os olhos e me conduziu até outro ambiente, onde tive a sensação de ter mais alguém ali. Neste lugar a Rainha me despiu completamente, me deixando só com as sandálias de salto alto e com os olhos vendados. Me conduziu para a parede e me prendeu em forma de X de frente para ela. Estava presa numa peça em formato de X.

Falou ao meu ouvido: bem baixinho…Você é minha nova aquisição. Vou fazer minha avaliação para saber a qualidade de minha compra.

Abra a boca, ponha a língua para fora ! – assim o fiz. Ela deu uma mordida leve nos meus lábios carnudos, esfregou sua língua na minha, e rapidamente mandou fechar a boca. Descreveu sobre a minha boca em voz alta para alguém fazer anotações.

Senti sua respiração e o calor dos seus lábios pelo pescoço, como se ela estivesse sentindo o cheiro do meu corpo. Senti suas mãos apalpando meus seios. Primeiro um, depois o outro e em seguida segurou os dois e ficou mexendo nos meus mamilos, puxando-os lentamente, em seguida deu uma leve chupada num bico e depois no outro, me causando um sensação de prazer e arrepio. Rapidamente ela se afastou e descreveu sobre os meus mamilos.

Foi passando as mãos sobre minha barriga. Falou em voz alta, que barriguinha sarada. Hummmm. Apalpou minha barriga e relatou o estado dela para alguém que a tudo escrevia. Ai chegou na parte mais sensível do meu corpo, rsrs . Meus pelos pubiano, ela passou a mão e falou, lindos pelos mas vou ter que depilar, não gosto assim.

Pediu a alguém uma fita depiladora e começou a arrancar meus pelos de forma bruta e dolorosa. Eu ali presa, me contorcia a cada puxada da cera. Comecei a gemer da dor.

A rainha falou: cala essa boca sua vadia ! não quero manha aqui.

Tive que tentar me conter, mas acabei gemendo novamente e me contorcendo quando ela arrancou meus pelos com aquela fita dolorosa.

A rainha pediu uma mordaça de bola e falou, Vou amordaçar você. Não suporto gemidos manhosos . Abra a boca ! obedeci . Ela fixou aquela mordaça na minha boca.

concluiu a depilação com firmeza. Eu ali, presa naquela peça em forma de X, indefesa, humilhada , insegura. Gritava a cada arrancada de pelos, mas nada saia de minha boca, a não ser a baba que caia por estar com aquela peça me impedindo de fechar a boca. Aquele momento que eu nunca tinha experimentado em toda a minha vida, me deixava, excitada, tensa, sei lá o que, rsrsrsr … tudo era novo para mim. Estava com a xoxota ardendo e melecada de tesão.

Depois que a Rainha, me depilou todinha… revelei aos seus olhos o meu grelo saliente e bem inchado e rosado. (tenho um grelo bem saliente).

A RAINHA exclamou ! Nossaaaa, que lindo grelo minha escrava tem. Uma delicia . Já estou satisfeita com a minha aquisição… Tocou levemente no meu grelo, puxou um poquinho, mexeu com as pontas do dedo…me provocando uma sensação extremamente prazerosa.

Notei que sempre que a Rainha, percebia que eu me excitava , ela suspendia a ação.

Abriu um pouco meus lábios vaginais, que estavam babados de tesão, passou um dedo ao longo da minha racha, introduziu a ponta do dedo indicador dentro da minha vagina, girou o dedo dentro e retirou rapidamente. Descreveu para que alguém anotasse tudo.

Eu desejava que a Rainha me fizesse gozar, mas ela apenas me avaliava e como que profissionalmente não estava preocupada em me fazer sentir orgasmos vaginais. Eu queria gozar, estava muito excitada, mas a proposta da Rainha não era de atender aos meus desejos e sim, os dela.

Passou para analisar minhas coxas, pegou nelas, deu dois tapas em cada uma, pegou algo como uma fia métrica e mediu a circunferência e o tamanho das minhas pernas e elogiou-as. Que pernão, hummmm que escrava deliciosa eu adquiri. Ali naquele momento ela fez uma oração aos DEUSES pela aquisição e acendeu velas no interior do ambiente.

Eu continuava vendada e amordaçada. Ela virou-me de costas para ela me prendendo novamente naquela peça em forma de X.

A imagem era muito excitante. Eu ali de costas para a Rainha , em cima de sandálias de salto alto vermelhas, revelando para ela um bumbumzão, carnudo, virgem ( nunca fiz anal ) e um par de pernas de tirar o fôlego ( modesta a parte sou uma mulher tipo POTRANCA, CAVALONA).

Sou mais alta que a Rainha, e em cima de saltos altos ficava ainda maior. Percebi que a Rainha, se afastou um pouco para fotografar sua escrava, naquela posição tentadora. Depois aproximou-se e apertou as polpas do meu bumbum. Ouvi ela sussurrar baixinho. Que linda ! que delicia !

Pegou as plumas e deslizou pelas minhas costas, me fazendo contorcer de prazer e arrepios. Fiquei com as polpas da bunda toda arrepiada. Levei dois tapas fortes, um em cada lado de minha bunda. Ardeu , me contorci . A rainha falou :

Putinha safada ! Gosta no bumbum,ne´?

Eu queria falar para ela que nunca tinha dado o cuzinho. Que era virgem e que morria de medo da dor que o sexo anal produz. Mas ainda continuava amordaçada , babando, pois aquela peça na boca produz saliva e sufoca um pouco.

A RAINHA ! aproximou e acocorada abriu o meu bumbum, para analisar o meu cuzinho.

Exclamou: que lindo cuzinho rosado e apertadinho. Parece virgem , disse ela ao analisar com o seu olhar cirúrgico de uma Rainha experiente. Foi quando senti, a pontinha do seu dedo melada com algum óleo morno ser introduzida no meu cuzinho. Fez um movimento para um lado e para o outro e retirou o dedo. Descreveu o estado do m eu cuzinho para que alguém escrevesse , registrando.

Fui a loucura da excitação. Aquela situação estava me deixando fraca, louca para gozar, ser tocada penetrada,…. mas não era pra isso que eu tinha sido levada para aquela sala. Estava ali para que a Minha Rainha, fizesse uma avaliação física do seu produto.

Após ter terminado a avaliação, onde fui fotografada várias vezes e fui registrada em algum livro, que a secretária (o), lavrou todas as informações que a Rainha ditava, a Rainha me manteve ali presa e passou um óleo bastante cheiroso e lubrificante por todo o meu corpo. Do tornozelo até a nuca, me banhando num ritual de batismo (creio eu ).

Após ter me banhado com o óleo, me desprendeu das amarras, me libertando da mordaça e da venda dos olhos. Eu estava, paralisada, hipnotizada, dominada, humilhada, excitada, rsrsrsrr. A Rainha aproximou-se de mim, e me deu um beijo de língua muito gostoso. E falou :

Bela escrava você é. Estou muito feliz em ter adquirido você. Você é minha e vai me servir bem direitinho. Vá tomar banho ! Sei que você está excitada, mas não é para se masturbar, nem gozar.

Aqui você so vai gozar quando eu permitir, ta ouvindo?.. Quem manda na sua vontade sou eu .. quem tem domínio sobre você sou eu . Entei num banheiro pequeno no canto da sala e liguei o chuveiro. Estava com a xoxota inchada de tanto tesão . Queria siriricar minha xoxota, queria tirar toda a tensão que estava sentindo, num orgasmo múltiplo. Adoro me masturbar…. mas não podia pois tomei aquele banho sendo supervisionada pela minha Rainha. Nem limpar a minha xoxota, ela permitiu que eu fizesse, pois sabia que se eu fizesse isso , com certeza gozaria.

O banho foi rápido, ela me trouxe a toalha e uma roupinha de empregadinha domestica.

Eu vesti , ela me maquiou colocou um batom bem vermelho e me levou para a cozinha, pois ali tinha uma pilha de pratos e panelas para lavar e guardar.

Além de que eu teria que esquentar a comida, dela. Cortar verduras e assar a carne para servi-la na hora do almoço.

Eram 11:30 h da manhã. Faziam 2:30 h que eu tinha chegado naquele lugar e teria sido transformada numa SERVA da Rainha Nefertiti.

Este relato fantasia continuará em breve………

Querida Rainha, autorizo, se quiser publicar no seu blog este conto. Evidentemente que peço-lhe sigilo da minha pessoa.

Quero te adiantar que este conto que te enviei, pensei em ter como título 48 HORAS COM A RAINHA !.. Será como um  diário em que escrevi durante 48 horas que estive em sua companhia.
Portanto como sugestão  para colocar no blog.
48 HORAS COM A RAINHA NEFERTITI – PARTE 1
Beijos de sua admiradora, tenha uma linda semana.

July

Um comentário em “Conto 1 – July- 48 horas com a Rainha Nefertiti – Parte 1

  1. Olá. Estou lisonjeada em ler meu relato aqui. E muito excitada rsrsrs.

    Beijos para a Rainha.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: