1 comentário

Relato 3- Candidato a servo doméstico “XX”

O interfone tocou e eu ainda estava no banho, minha Protegida Kali Ishtar mandou que ele subisse e aguardasse na sala. Terminei meu banho sem me apressar, tinha um dia cheio pela frente, várias coisas a fazer no computador, mas também ansiosa pela noite, pois receberia alguns amigos fetichistas para uma pequena festinha e tinha várias coisinhas para colocar em ordem no camarim, coisas que infelizmente o rapaz que me esperava na sala não poderia ajudar, iria levar mais tempo ensinando a ele onde ficava cada coisa do que fazendo eu mesma, já que o camarim é um local onde gavetas, maletas, etc existem em profusão. Melhor mesmo seria manda-lo para cozinha e área de serviço que não demandavam tanta sutileza como as coisas do camarim. Tinha pouco tempo para dispensar a esse candidato e não ia gasta-lo com minúcias desnecessárias para o momento.

Terminei de me vestir ao mesmo tempo em que decidi por onde começaria com aquele novo candidato. Entrei na sala e um rapaz magro, de rosto fino, sobrancelhas bem marcadas, lábios perfeitamente delineados e cabelos arrumados com esmero levantou-se do sofá para me receber. Mandei que ele me aguardasse no camarim enquanto ia ver com Kali sobre os planos para as próximas horas. Ela iria passear com meu filho e o filho dela o que me deixaria a sós com o novo candidato. Aguardei ela sair com as crianças para começar a avaliação.
Depois de conversarmos um pouco mandei que ele entrasse no banheiro e tirasse toda a roupa e quando estivesse pronto batesse a porta para que eu o convidasse a voltar ao ambiente onde estava. Não muito tempo depois ele bateu a porta e mandei entrar, a luz em suas costas refletia um corpo esguio e bem formado.
— Quando você entra no ambiente onde irá se entregar a uma Rainha, você se ajoelha, mostrando assim sua reverência e gratidão pela oportunidade logo no inicio.
Ele se ajoelhou imediatamente e veio ate mim nesta posição, segurei seus cabelos com uma das mãos, enquanto a outra segurava a coleira.
— Você sabe que a partir do momento que eu te colocar esta coleira e pelo tempo que ficar com ela, você será inteiramente meu para que eu te use como, quando e da forma que eu quiser, correto?
—Sim Senhora.
Coloquei a coleira em torno de seu pescoço e mandei que levantasse. Comecei a avaliar minha nova peça. Realmente um belo rapaz, estava entre seus 20 e 25 anos, rosto extremamente inocente, apesar de vigorosa, sua compleição física era quase adolescente, seu aspecto me fazia lembrar a descrição clássica de diversos neófitos que li em diferentes livros, achei aquilo divertido mas não queria perder o foco então decidi começar um exame físico de meu novo brinquedo. comecei a deslizar minhas mãos por seu corpo, sentindo sua pele firme e músculos fortes do braço, logo passei ao peito, sem pelos, passei as mãos em suas nádegas, sentindo um levíssimo contrair, o corpo do mancebo arrepiava e tremia levemente, passei as mãos por suas coxas e depois segurei o membro que pulsava. Sorri internamente e fui até o closet pegar uma calça bem apertada, uma camisa e um avental. A calça tinha um providencial furo em baixo que estava destinado a um propósito especial para aquele candidato.
 20160527_160928
Levei o candidato para a cozinha e mandei que arrumasse enquanto eu me deliciava com o almoço que minha querida Kali havia feito. Peguei meu prato, fui para o escritório e deixei o escravo limpando a cozinha. depois de terminar minha refeição e responder alguns e-mails voltei a cozinha, ele ainda estava na metade do processo.
20160527_165558
Achei lento, mas resolvi dar um desconto pelo nervosismo, coloquei meu prato na pia e mandei que ele largasse o que estivesse fazendo e viesse comigo até o camarim, lá peguei uma de minhas cordinhas para por em pratica o que eu tinha imaginado, utilizando o buraco da calça que eu havia vestido nele.
20160527_170408
Amarrei as bolas através do buraco da calça, a pele do saco ficou bem esticada, do jeito que eu gosto, sentia o pênis endurecer e pulsar através do tecido fino da calça.
 20160527_170426
Mandei que ele voltasse a cozinha para terminar o trabalho enquanto eu continuava com meus afazeres no camarim e no escritório.
20160527_164136
Vez ou outra eu ia na cozinha para dar ordens e explicar um pouco mais detalhadamente sobre a oportunidade que eu estava oferecendo e do que se tratava o Clã Ishtar. Ele parecia bem nervoso e muitas vezes eu o senti desconfortável.
— Uma coisa que deve aprender desde o começo e que sua atenção deve estar sempre voltada ao que foi ordenado a fazer, independente do que esteja acontecendo com você.
Enquanto ele fazia as tarefas, eu passava as mãos por seu corpo, dava pequenas palmadas na bunda e apertava s bolas, passava o dedo de leve no buraquinho rosado e apertado, escondido através do buraco da calça, ele tentava a todo custo manter a concentração.
Eu ainda tinha algumas coisas a fazer no computador e ordenei que quando ele terminasse de arrumar tudo, fosse até o escritório me avisar.
20160527_162416
Um bom tempo depois ele veio ate mim dizendo que havia terminado, peguei minha chibata e disse que iria verificar se o trabalho estava a contento. Mal cheguei na cozinha e vi uma imensa mancha de café na pia. imediatamente o agarrei pelos cabelos, ele surpreso com a rapidez e destreza do ato não ofereceu resistência, encostei a cara dele na pia (eu havia retirado a mascara quando disse que havia terminado o trabalho, uma das razões de não ter mais fotos), forcei sua cabeça contra a mancha de café.
— Você acha que isso esta certo? Você acha que isso é um trabalho bem feito?
— Me perdoe Senhora, vou limpar agora mesmo.
Ele tremia e balbuciava palavras de desculpas enquanto limpava a mancha… a chibata, sem piedade. batia em sua bunda enquanto ele fazia o trabalho. Me virei e percebi que ele não havia limpado a pequena mesa de apoio que fica na cozinha.
— De joelhos! Agora! — ordenei imperiosa, com a chibata em punho. Ele se ajoelhou imediatamente. — Abra as pernas! — ele abriu ligeiramente — Abra mais! muito mais!
Enquanto eu ia ordenando que ele abrisse a perna, com meu pé e com a chibata eu ia afastando seus joelhos cada vez mais de forma que ele quase perdesse o equilibrio, quando vi que ele estava no máximo de sua abertura falei:
— Acha que isso e uma mesa digna da cozinha de uma Rainha?
—- Me perdoe Senhora, vou arrumar tudo!
—Vai mesmo! — e lhe dei alguns chutes…
Enquanto ele se colocava a arrumar o que não tinha sido bem arrumado, fui ao meu armário de brinquedos e peguei o gel e a maquininha de eletrochoque, enquanto ele fazia as tarefas untei seu saco exposto pelo buraco da calça com o gel e comecei a dar choques enquanto ele trabalhava. A pobre criatura se contorcia enquanto tentava fazer as tarefas de forma mais rápida possível.
Depois da cozinha arrumada adequadamente conversamos mais um pouco e nos despedimos.
ALGUNS DIAS DEPOIS NO WHATSAPP
Nefertiti: Bom dia. vim dar um fechamento ao processo de seleção com vc. Creio que você tenha alguns passos ainda a percorrer até conseguir conceber do que se trata o Clã Ishtar. Você tem bastante potencial, porém  creio que precisa dar alguns passos por si mesmo, descobrir coisas antes de se prender a um compromisso como o que estou oferecendo. Por este motivo estou te tirando da seleção e desejo que possa encontrar o que procura. Beijos e tenha uma bela jornada.
XX:  Obrigado Sra por ter me apresentado o bdsm. Acredito q não estaria pronto para assumir tal compromisso. Bjos, caso eu tenha interesse em voltar a sra sera a 1ª que irei verificar se disponibiliza vagas. Caso aceite é claro
Nefertiti:  Será bem vindo no futuro
 Mais uma coisa. Se incomoda que eu publique, sem identifica-lo obviamente, sobre seu processo de seleção?
 Eu farei o relato, vc não precisa escrever.
XX: Sim claro
Nefertiti:  fico grata

Um comentário em “Relato 3- Candidato a servo doméstico “XX”

  1. Que delícia de relato.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: