Deixe um comentário

Reportagem na Uol 18/11/2018

Para ver a reportagem original  clique aqui 

 

MINHA HISTÓRIA

por

Jacqueline Elise da Universa  18/11/2018 04h00

“Larguei meu emprego formal para pisar em homens e dominar pessoas”

Rainha Nefertiti Ishtar para os desconhecidos, “Nefer” para os íntimos, “Senhora” para seus clientes e servos, e “Patrícia” para as burocracias da vida. É assim que a dominatrix de 43 anos é chamada por aí. Há mais de dez anos conhecida no meio BDSM (acrônimo para Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo), conjunto de práticas sexuais que envolvem amarrações, chicotes, coleiras e dar ou obedecer ordens de alguém; Nefertiti Ishtar trabalha como dominadora profissional, ou seja, seus clientes pagam para ser seus escravos por algumas horas.

Mas nem sempre foi assim: ela passou por muitas dificuldades quando era mais nova e, depois de um tempo, largou o emprego de representante comercial em uma multinacional para se dedicar ao ProDomme (como é chamada sua ocupação atual), atividade que a faz feliz. Hoje, Nefertiti mora em um bairro pacato e nobre de São Paulo, junto à seu marido, seu filho mais novo, e uma de suas servas fixas, e nunca esteve tão feliz. Em seu apartamento, recebe tanto os amigos quanto os clientes, tudo na maior naturalidade – garante que nunca teve problemas com vizinhos, ou com o porteiro. Veja como ela tomou a decisão de viver do BDSM :

Para ler mais acesse a página :

https://universa.uol.com.br/noticias/redacao/2018/11/18/larguei-meu-emprego-formal-para-virar-dominatrix.htm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: